Blog PB

Tudo sobre Gestão de Projetos.

Governança de dados

Como trabalhar a governança de dados na sua empresa?

Os últimos anos foram marcados por um crescimento da importância que as informações têm para as empresas. Companhias de vários setores passaram a utilizar dados como um fator estratégico, que auxilia gestores a terem uma visão abrangente sobre como todas as operações do empreendimento estão estruturadas e quais são os pontos-chave para manter a empresa mais moderna e competitiva.

Nesse cenário, os desafios para gestores de TI aumentaram rapidamente. Hoje em dia, apenas manter serviços de TI operacionais e informações bem armazenadas não é o suficiente.

É necessário criar mecanismos de governança de dados que otimizem a maneira como os registros são salvos, protegendo-os contra falhas de funcionamento e segurança e criando estratégias para manter todos os serviços funcionais e com alta integridade.

Quer saber como isso é possível e quais são os pontos-base para criar uma boa política de governança de dados? Então, veja o nosso post de hoje!

Como a ideia de governança de dados é estruturada no ambiente corporativo?

Hoje, companhias dependem de informações de qualidade para a execução de múltiplas rotinas. Além dos processos de análise de dados para otimização de recursos internos, há o uso de registros digitais para estratégias baseadas em tecnologias como o Big Data e o aprendizado de máquina.

Além disso, a presença de plataformas de vendas online ampliou a quantidade de dados de terceiros que é salva dentro do ambiente digital do negócio.

É nesse cenário que surgem as políticas de governança de dados. Elas auxiliam o empreendimento a ter um maior controle sobre as informações que estão salvas na sua infraestrutura, além de permitir avaliar quais são os registros mais importantes e como eles serão utilizados.

Além disso, a estrutura de bancos de dados e outros mecanismos de armazenamento torna-se mais inteligente.

Por estar bem documentada, a empresa conseguirá trabalhar de maneira estratégica para evitar o armazenamento de dados com redundância desnecessária, desperdício de recursos e demais problemas que podem afetar a rotina da companhia. Assim, rotinas como as de tomada de decisão, análise de mercado, auxílio a clientes e otimização do ambiente de trabalho tornam-se mais inteligentes e eficazes.

Quais são os pontos-chave de uma política de governança de dados?

A má governança de dados influencia na qualidade de uma série de tarefas da empresa. Portanto, o gestor deve estar atento a pontos críticos no momento em que for estruturar a sua política, evitando erros básicos. Confira abaixo o que fazer para estruturar uma política de governança de dados de qualidade!

Identifique quem possui as informações

Saber quem tem autoridade para visualizar, modificar e remover informações é o primeiro passo para estruturar uma boa política de governança de dados. Isso tornará as regras de controle e armazenamento mais inteligentes e precisas, além de evitar uma série de erros.

Avalie toda a infraestrutura do negócio

Para identificar erros e demais problemas, o gestor também deve determinar qual a real situação do seu ambiente de trabalho.

Verifique quais são os dispositivos utilizados, como as normas de controle atuais estão estruturadas, quais os indicadores de qualidade existentes e quais os pontos que afetam negativamente a rotina da empresa. Assim, as metodologias e regras de trabalho adotadas terão um impacto maior nos resultados obtidos pela política de governança de dados.

Crie uma estratégia precisa e de alto impacto

Um dos pontos mais importantes é a criação de uma política de gestão de dados inteligente. Para isso, a empresa deve trabalhar de maneira integrada, definindo regras inteligentes, escolhendo uma infraestrutura de alta performance e ferramentas que estejam alinhadas com o perfil do negócio para salvar dados. Além disso, deve-se pensar em longo prazo, uma vez que as escolhas tomadas afetarão o negócio por um longo período.

Treine todos os times para que façam o melhor uso possível das informações disponíveis

Treine cada equipe interna que utiliza informações no seu dia a dia para que sempre haja um uso inteligente dos seus dados. Repasse as políticas internas e explique quais são as normas de segurança e armazenamento de registros. Isso garante que as informações sejam processadas de maneira estratégica, sem erros ou perda de integridade.

Faça uma avaliação do impacto das medidas tomadas

Uma vez que a companhia já esteja trabalhando com uma política de governança de dados, faça uma avaliação para mensurar o impacto das medidas tomadas. Verifique como cada mudança impactou a competitividade da companhia, a sua produtividade e o número de erros. Assim, a eficiência das estratégias utilizadas será avaliada e correções pontuais poderão ser medidas facilmente.

Tornando negócios mais integrados e inteligentes

A criação de um bom sistema de governança de dados ajuda a empresa a trabalhar com mais performance e integração. Profissionais de diferentes áreas podem definir uma rotina de trabalho eficiente, com baixo índice de erros e que seja capaz de evitar desperdício. Ao mesmo tempo, estratégias de mercado tornam-se mais lucrativas quando podem contar com registros bem estruturados e categorizados.

Para clientes e parceiros comerciais, a política de governança de dados representará um diferencial no momento de escolher qual negócio receberá os seus recursos financeiros.

Companhias capazes de fazer um bom uso dos dados de terceiros evitam falhas de segurança e a exposição de registros pessoais. Isso torna as pessoas mais confiantes no momento de realizar negócios com qualquer empresa.

Vale destacar, também, que a governança de dados torna a empresa mais transparente. Informações estratégicas estarão salvas em um ambiente simples e bem organizado, o que contribui para um acesso mais rápido e fácil de qualquer conjunto de dados. Ao mesmo tempo, gestores terão que fazer uma quantidade de esforço menor para organizar processos de acordo com as normas de compliance externas.

Investir em um sistema para armazenar, acessar e gerir informações com qualidade é um fator estratégico. Isso contribui para a companhia de várias formas, evitando erros e tornando todas as suas rotinas e estratégias mais inteligentes. Assim, gestores terão mais segurança para definir as suas metas de médio e longo prazo, assim como o portfólio de serviços da companhia.

E aí, gostou do nosso post sobre governança de dados e quer receber as novidades do blog rapidamente? Então, siga-nos nas redes sociais! Estamos no Facebook, Twitter, LinkedIn, Google Plus e YouTube.

Comece Agora!

falar-com-consultor-de-projetos

Quero falar com consultor

Converse com um de nossos especialistas sobre o Project Builder

Fale com consultor

demosntracao-software

Quero ver uma demonstração

Veja em detalhes como o Project Builder funciona.

Solicitar Demonstração

teste-programa-portfolio

Quero fazer um teste

Conheça na prática e use o PB por 15 dias gratuitamente

Solicitar teste

A Project Builder tem uma equipe pronta para entender suas necessidades e propor soluções efetivas.
info@projectbuilder.com.br

Av. Rio Branco 109, sala 2201 (cobertura)
Centro - Rio de Janeiro - RJ
CEP 20040-004

© 2018 Project Builder
Gerenciamento de Projetos

endeavor_empresas
%d blogueiros gostam disto: