Maior Blog de Gestão de

Projetos do Brasil

Juntes aos nossos milhares de leitores e receba atualizações, ebook, webinario, planilhas, templates, artigos e dicas imperdíveis para ter sucesso na gestão de projetos.

brainstorming

Brainstorming: entenda o que é e sua importância

Brainstorming (ou tempestade de ideias) é um termo bastante utilizado em organizações e grande facilitador da gestão de projetos. Essa técnica levanta ideias e soluções para problemas ou a criação de novos produtos e serviços.

Esse tipo de reunião é muito comum em agências de marketing e startups, pois são negócios extremamente ligados à criatividade. Porém, esse método pode ser usado dentro de qualquer negócio e auxilia na percepção de novas ideias.

Se você quer entender melhor sobre esse assunto e descobrir por que é importante investir nesse método, continue lendo este conteúdo.

O que é o brainstorming?

A técnica do brainstorming foi proposta em 1940 pelo executivo norte-americano Alex Osborn. Essa metodologia foi criada com o objetivo de ser uma reunião com intensa geração de ideias, provocando disrupções e transformações, por meio de soluções inovadoras e fora da caixa.

Ao propor esse tipo de reunião, é possível que pessoas de várias áreas contribuam com percepções diferentes sobre o mesmo assunto. De acordo com o criador da metodologia, ela deve ter as seguintes características:

  1. quantidade: é importante que haja muitas ideias para excluir as que não se aplicam e ficar com as mais direcionadas ao problema;
  2. flexibilidade: uma ideia inovadora, provavelmente, não surgirá das ações tradicionais. Por isso, a flexibilidade é importante para inovar;
  3. liberdade: as ideias não devem ser julgadas ou criticadas;
  4. interatividade: as ideias devem ser combinadas e aperfeiçoadas por todos, por isso, não há um dono da ideia, mas sim um grupo que trabalhou bem uma possibilidade;
  5. tangibilidade: as ideias propostas na reunião precisam ser viáveis em ações concretas. Caso contrário, elas existirão apenas durante o brainstorming.

É importante ressaltar que o brainstorming não acaba com o fim da reunião. É preciso documentar e organizar as ideias que surgiram e fazer uma análise crítica, pensando em viabilidade e desvantagens de cada uma delas.

Como fazer uma sessão de brainstorming?

De modo simples, a sessão de brainstorming pode ser definida nas seguintes fases:

  • explicação do problema;
  • anotação das ideias individualmente;
  • apresentação das ideias para o grupo;
  • discussão das proposições;
  • agrupamento e condensação.

Na prática, essa reunião pode acontecer de formas variadas, dependendo do número de participantes e até do setor da empresa. Mas há algumas dicas que devem ser seguidas em qualquer caso. Confira.

Certifique-se de que todos entendam o que é o brainstorming

Muitas reuniões de brainstorming acabam não dando em nada, pois os participantes não entendem sua funcionalidade ou acreditam que seja um encontro para fazer uma lista de ideias. Primeiramente, o gestor ou líder deve explicar e falar sobre o problema em questão. Depois disso, a dinâmica deve ser explicada, mostrando que ela preza pela liberdade e flexibilidade e que todos têm o direito de opinar e dar sugestões.

Escolha uma técnica

Outro ponto importante é que, antes de começar a reunião, o líder precisa identificar a melhor técnica. É possível, por exemplo, utilizar o modelo de diagrama de afinidade, em que os participantes colocam suas ideias em post-its, que serão agrupados e debatidos de acordo com as afinidades do tema.

Há também a possibilidade de utilizar o modelo de Canvas, em que as ideias são separadas em um diagrama e elencadas em problemas, resultados esperados e objetivos. A gamificação também é um excelente recurso para esse tipo de reunião. Como a sessão tenta aguçar a criatividade dos participantes, desafiá-los e criar um jogo em torno das ideias pode trazer resultados muito positivos.

A reunião de brainstorming, normalmente, é feita presencialmente. Contudo, com o tempo escasso nas empresas, é possível utilizar ferramentas colaborativas online que possibilitem a inserção de ideias e discussões.

Conte com um mediador

É importante escolher um responsável para trabalhar como mediador e facilitador. Como a dinâmica propõe o confronto de ideias e muitas discussões, caso não haja uma pessoa neutra para processar e cuidar do fluxo das ideias a sessão pode perder o seu objetivo. Por isso, essa pessoa será um guia, ajudando para que a equipe não perca o foco e para que as melhores ideias sejam escolhidas.

Tenha um tema definido

Para evitar que a equipe fique perdida ou que a reunião se estenda por muito tempo, é importante definir um tema — seja em uma pergunta, tópico ou expressão. Isso ajudará os colaboradores a entenderem por que estão ali e quais são os objetivos do brainstorming. Por exemplo, a reunião será realizada para criar um software para empresas de consultoria para agilizar o pagamento.

Não repreenda más ideias e estabeleça um tempo limite

O brainstorming tem esse nome porque a proposta é que realmente seja uma chuva de ideias. Obviamente, nessa tempestade muitas coisas serão boas e outras nem tanto, contudo a equipe deve aceitar todas as ideias, sem repreendê-las ou julgá-las. Afinal, mesmo que uma ideia não seja 100% útil, ela pode servir de base para uma outra proposta.

Outro fator importante para manter a produtividade é estabelecer um limite de tempo. Isso ajuda a pressionar o grupo e mantê-lo focado no objetivo inicial. Caso não exista essa limitação, as pessoas começam a se distrair ou dar ideias demais.

Tenha um grupo heterogêneo

Quanto mais cabeças pensantes de diferentes áreas, melhor. De fato, um brainstorming com muitas pessoas pode ser ruim, mas o número certo de participantes de cada setor pode ser fundamental para trazer pontos de vistas diversos sobre o mesmo assunto.

Registre tudo e não discuta todas as propostas

Seja em um quadro ou com a ajuda de post-its, é preciso que todas as ideias sejam registradas e documentadas. Assim, não se corre o risco de perder algo importante. Além disso, não é preciso que todas as ideias sejam discutidas em profundidade, afinal, depois de escritas, algumas delas claramente não são viáveis ou são repetidas, portanto podem ser eliminadas.

Como essa prática pode ajudar as empresas?

O brainstorming é muito importante para empresas e pode ser utilizado em qualquer setor. Esse método tem dois focos principais: estimular o pensamento fora da caixa, que vai trazer soluções inovadoras para a organização, e a melhora do clima organizacional.

Mesmo que essa técnica não seja utilizada nos recursos humanos, a sua contribuição é muito importante para envolver colaboradores e melhorar a afinidade das equipes. Além disso, com o escopo da solução em mãos fica mais fácil verificar sua aplicabilidade e possíveis falhas.

Por isso, podemos concluir que o brainstorming é uma estratégia interessante para estimular a criatividade dos funcionários e trazer inovações para a empresa. Cabe ao gestor propor essas reuniões e aprimorá-las com o tempo.

A matriz de priorização, assim como uma reunião de brainstorming, também tem o foco na escolha das melhores opções. Se você quer saber mais sobre esse tema, leia nosso post no blog!

Conheça o PB Agora!

falar-com-consultor-de-projetos

Quero falar com a PB

Converse com um de nossos especialistas sobre o Project Builder

Falar conosco

teste-programa-portfolio

Quero fazer uma avaliação

Conheça na prática e use o PB
por 30 dias gratuitamente

Solicitar avaliação

Para receber nossas novidades:

A Project Builder tem uma equipe pronta para entender suas necessidades e propor soluções efetivas.
info@projectbuilder.com.br

Av. Rio Branco 109, sala 2201 (cobertura)
Centro - Rio de Janeiro - RJ
CEP 20040-004

© 2021 Project Builder
Política de privacidade

Sistema de Gestão de Projetos

endeavor_empresas
%d blogueiros gostam disto: