Maior Blog de Gestão de

Projetos do Brasil

Juntes aos nossos milhares de leitores e receba atualizações, ebook, webinario, planilhas, templates, artigos e dicas imperdíveis para ter sucesso na gestão de projetos.

gestão de projetos aplicada à manutenção industrial

Como implantar a gestão de projetos aplicada à manutenção industrial?

A gestão de projetos aplicada à manutenção industrial traz melhorias para todos os processos. Muitas vezes, os gestores não conseguem aplicar a gestão dentro de alguns setores da indústria, pois encontram algumas limitações.

Com processos bem-delineados, é possível implementar ações que melhoram a conservação dos ativos de uma indústria, aumentando a produtividade dos colaboradores e economizando com manutenções corretivas e perda de peças.

Entenda melhor sobre esse conteúdo neste post!

Como a gestão de projetos pode ajudar na manutenção industrial?

A gestão de projetos aplicada à manutenção industrial serve para melhorar o gerenciamento interno dos processos e aumentar a confiabilidade dos stakeholders quanto à qualidade e capacidade da indústria em manter a sua produtividade.

É inegável a importância do gerenciamento de projetos em uma indústria para manter entregas dentro do prazo, com qualidade, e utilizar a quantidade adequada de recursos. O guia PMBOK, por exemplo, explicita nove áreas de conhecimento das estratégias comuns em projetos industriais.

Nelas, há o destaque para a preparação da equipe, que vivencia situações de pressão e desafios durante todo o projeto e precisa estar inteiramente envolvida e comprometida. Além disso, antes dessa consolidação do documento, existiam práticas locais em que cada projeto era conduzido com características próprias e acompanhamentos manuais, prejudicando, na maioria das vezes, os custos iniciais.

Assim, ao utilizar a gestão na manutenção industrial é possível usar ferramentas e criar métodos, nos quais os investidores saberão antes mesmo do projeto iniciar os custos envolvidos e perspectivas de rendimento.

Como gerenciar as paradas de manutenção?

O modo de gerenciar evoluiu muito nos últimos anos e a administração de manutenção também. Com o passar do tempo, observou-se que os maiores custos de uma indústria se concentravam no mau gerenciamento de manutenção e conservação.

A compra de ativos, peças, paradas para correção e o custo de mão de obra terceirizada consumiam grande parte do budget de empresas. Portanto, com uma gestão eficiente, é possível gerenciar as paradas de manutenção e optar pelas melhores decisões.

As interrupções para manutenção são eventos que ocorrem nas indústrias quando um equipamento ou uma unidade necessita cessar seu funcionamento por um determinado período. Essas paradas precisam ter um escopo bem-definido de início, meio e fim, e é função do responsável pela gestão de projetos coordená-las.

Manutenção corretiva

Esse tipo de reparo é o mais comum em empresas. Ele ocorre quando máquinas ou peças apresentam falhas ou defeitos. Assim, as máquinas são paradas, e a troca ou reparo é realizado de modo imediatista e mediante necessidade.

Manutenção preventiva

Essa atuação é realizada de forma preventiva, ou seja, é uma maneira de reduzir ou evitar falhas durante os desempenhos. Assim, cria-se um plano com intervalos definidos de parada, para que as manutenções sejam feitas. Isso diminui as longas interrupções para manutenção e mantém um controle sobre os ativos e peças de cada máquina.

Manutenção preditiva

Esse tipo de manutenção busca prever a vida útil de cada peça, a fim de utilizá-la até o limite máximo e trocá-la antes de uma falha. Comparada à manutenção preventiva, ela se baseia em dados e condicionantes.

Dependendo do porte da empresa, as paradas programadas são eventos marcantes na rotina das produções. Portanto, é importante que as indústrias trabalhem com a engenharia de manutenção e modifiquem situações permanentes de mau desempenho, deixando de lado os problemas crônicos e melhorando padrões e sistemas.

Confira dicas para aplicar a gestão de projetos na manutenção industrial

Um bom gerenciamento de projetos dá subsídios à administração de manutenção dos equipamentos corretos, pois as decisões de manutenibilidade, confiabilidade e custo-benefício são referenciadas no projeto da planta da fábrica. Veja como aplicar a gestão à manutenção industrial.

Escolha um responsável pela gestão

Um dos grandes erros é tratar a área de manutenção de modo separado das demais. O gestor deve delegar um responsável para esse setor, mas ele precisa estar ciente de todos os projetos em andamento.

Uma das características da gestão de máquinas é que elas se repetem, portanto, ao definir um colaborador como responsável, ele consegue acompanhar avanços históricos e sugerir as melhores práticas.

Registre os equipamentos e estruturas

Só será possível fazer manutenções caso todos os equipamentos estejam registrados e toda uma cadeia estruturada. De nada adianta uma lista de peças, sem o contato dos fornecedores, data da última troca, preço médio, custo por manutenção e outros detalhes.

Ademais, é importante que essas informações estejam ao alcance da mão e sejam facilmente consultadas por qualquer pessoa da equipe de manutenção.

Verifique prazos e custos

Como já citamos, cada projeto tem um custo e um prazo de entrega. Se uma máquina passará por uma manutenção preventiva na próxima semana, o setor de vendas não poderá prometer o prazo de entrega para aquela data.

Além disso, o custo do serviço não pode variar conforme as manutenções realizadas. Logo, a organização, o planejamento e a integração dos setores são fundamentais.

Treine os colaboradores

Mesmo que haja um responsável pela gestão e organização da manutenção industrial, é importante que os colaboradores do setor sejam treinados. Primeiramente, isso impede o microgerenciamento, pois cada um saberá o que deve ser feito e poderá fazê-lo com certa liberdade.

Outro ponto é que se todos os colaboradores forem treinados, mesmo que o líder não esteja presente no momento, uma solução será encontrada e o problema, resolvido mais rapidamente.

Escolha bons parceiros e ferramentas de gestão

Para garantir uma boa gestão aplicada à manutenção industrial, é preciso escolher bons parceiros, tanto colaboradores capacitados quanto fornecedores reconhecidos. Isso garantirá que as manutenções não se repitam por erros evitáveis.

Também é necessário centralizar todas as informações, relatórios e cronogramas em um só sistema. Por isso, é importante conhecer as ferramentas de gestão disponíveis no mercado e optar por aquela que abarca necessidades fabris.

Podemos concluir que as indústrias que não fazem uma gestão desse setor perdem em qualidade e produtividade, além de não terem um controle correto dos custos de produção. Portanto, a gestão de projetos aplicada à manutenção industrial é uma parte tão importante quanto todas as outras, como logística, qualidade, engenharia e vendas.

O software da Project Builder, por exemplo, auxilia no gerenciamento de projetos com uma administração de portfólios facilitada, gestão de equipes e estratégica. Isso otimiza tomadas de decisão, prioriza investimentos e mitiga falhas no processo. Interessado? Entre em contato conosco!

Comece Agora!

falar-com-consultor-de-projetos

Quero falar com consultor

Converse com um de nossos especialistas sobre o Project Builder

Fale com consultor

demosntracao-software

Quero ver uma demonstração

Veja em detalhes como o Project Builder funciona.

Solicitar Demonstração

teste-programa-portfolio

Quero fazer um teste

Conheça na prática e use o PB por 15 dias gratuitamente

Solicitar teste

Para receber nossas novidades:

A Project Builder tem uma equipe pronta para entender suas necessidades e propor soluções efetivas.
info@projectbuilder.com.br

Av. Rio Branco 109, sala 2201 (cobertura)
Centro - Rio de Janeiro - RJ
CEP 20040-004

© 2019 Project Builder
Gerenciamento de Projetos

endeavor_empresas
Open chat
%d blogueiros gostam disto: