Project Builder - Software de Gestão de Projetos

Maior Blog de Gestão de

Projetos do Brasil

Junte-se aos nossos 100 mil leitores e receba atualizações, ebook, webinario, planilhas, templates, artigos e dicas imperdíveis para ter sucesso na gestão de projetos

132

Como aplicar a análise de causa e efeito e ter projetos eficientes

Um gestor pode utilizar de diversas ferramentas para avaliar a relação de causa e efeito nos seus projetos. Entre elas estão a alteração no faturamento, na produtividade, na lucratividade e nas despesas, assim como conflitos na equipe e até mesmo as dificuldades para concluir e entregar o projeto. Porém, umas das principais para aferir qualidade é o Diagrama de Ishikawa, que permite maior eficiência na análise de causa e efeito.

Idealizado pelo engenheiro químico japonês Kaoru Ishikawa, o diagrama de causa e efeito permite fazer a análise de falhas ou dispersões de resultados em diversos meios, como equipamentos, sistemas, processos e projetos. Essa análise tem como principal objetivo mapear e entender quais as causas de um determinado efeito ou problema. O Diagrama de Ishikawa é uma das sete ferramentas da qualidade utilizadas para o gerenciamento e controle de projetos e produtos.

Esse sistema de análise de causa e efeito pode ser aplicado em qualquer área do trabalho e permite maior entendimento sobre os processos, permitindo assim o desenvolvimento de mecanismos para superar problemas ou compreender como determinadas ações podem influenciar no seu produto final. É um processo de grande importância para o desenvolvimento das ações de um grupo de trabalho, além, é claro, de garantir o melhor desenvolvimento de um projeto ou produto.

A seguir você vai entender um pouco mais sobre o Diagrama de Ishikawa e como ele pode ser aplicado na gestão de projetos para que se tenha um resultado ainda melhor em suas etapas produtivas.

 
Continuar lendo
206

Indicadores de produtividade como construir KPIs mais fiéis

Para garantir o sucesso do seu projeto é preciso acompanhar a performance das ações, só assim será possível identificar o que está ou não funcionando em cada etapa do projeto. Para conseguir fazer esse acompanhamento é preciso lançar mão de indicadores de produtividade fiéis, ou seja, aqueles que melhor se adequam a cada projeto especificamente.

Você deve estar pensando "mas como saber qual é o melhor KPI a ser utilizado?" Calma, não se desespere, nós vamos te ajudar a entender tudo sobre indicadores e como escolhe-los de acordo com cada projeto. 

Continuar lendo
336

Gerenciamento de riscos em projetos 7 dicas para você ter sucesso

Sempre que uma iniciativa é malsucedida, vem alguém e diz: “você sabia dos riscos inerentes ao projeto”. Mas o que muitas pessoas não levam em consideração é que um risco pode ser também algo positivo. Por exemplo, se você joga na Mega Sena, corre o risco de não ganhar, mas também corre o risco de ganhar. O que você tem que fazer é gerenciar as variáveis (positivas e negativas) que influenciam seu projeto para que você atinja o objetivo que tanto almeja. Neste sentido, gerenciamento de riscos em projetos é um conjunto de ações que visam maximizar os riscos positivos e minimizar os riscos negativos. 

Continuar lendo
304

Por que você precisa fazer benchmarking em gestão de projetos

No universo corporativo seria bastante interessante que todos tivéssemos mentores, pessoas mais experientes que orientam, direcionam e nos fazem refletir sobre nossas práticas. Mas como nem sempre isso é possível, existem outras práticas que podem contribuir para o nosso aperfeiçoamento, como é o caso do benchmarking em gestão e projetos.

Benchmarking é uma estratégia que visa identificar as melhores práticas do mercado e trazê-las para a realidade da nossa empresa, adaptando o aprendizado para que ele se torne um diferencial competitivo. Na gestão de projetos, ele é fundamental para que você aprimore a performance da sua equipe continuamente, tornando seus projetos mais eficientes e elevando a qualidade das entregas realizadas. 

Continuar lendo
464

Como utilizar a ferramenta SWOT em projetos

A ferramenta SWOT é uma excelente técnica de diagnóstico para a gestão empresarial como um todo e, especificamente, para a gestão de projetos. Com essa ferramenta, é possível gerenciar riscos e, assim, otimizar as condições de conquista dos objetivos da empresa. Além disso, a técnica é bastante abrangente, ao analisar diferentes fatores que interferem no desempenho de uma organização.

Acompanhe, a seguir, o que significa a ferramenta SWOT e veja como ela pode trazer ótimos resultados para o gerenciamento de projetos

Continuar lendo

Últimos e-Books grátis:

  • capa ebook blogslow2
    Estratégia
  • 7-segredos
    Estratégia
  • Capa-ebook-10passos2
    Práticas
  • ebook-bi
    Estratégia
  • gerenciamentoagil-blog
    Produtividade
  • canvasmodel-blog
    Práticas